Poesias do Garotinho
Livro de Posias do Garotinho
Outubro de 97 foi um tempo muito especial.

Durante 30 dias seguidos, escrevi, no meio da loucura dos dias, os poemas deste livro. Tudo nasceu de uma conversa com Rosinha: “Você não escreve mais poesias como antes, não tem tempo.”

Foi uma provocação ao poeta, ocupando o tempo de prefeito.
Por isso, achei que o título DIÁRIO DO AMOR resumiria bem o sentimento desses poemas, escritos nos intervalos de dias corridíssimos, em meio a viagens, reuniões, decisões importantes, programas de rádio, madrugadas sem sono. Os poemas não têm nomes, para que fiquem registradas as datas em que foram escritos.

DIÁRIO DO AMOR é uma declaração de vida aos que acham que o cotidiano, a rotina, a falta de tempo matam o amor. O sentimento vive, resiste e se torna mais lindo quando descoberto em cada momento da vida e em tudo. Anthony Garotinho
Hoje, parado em casa, percebi o quanto amo você. Tenho vivido apressadamente e na loucura dos problemas, ...
Durante a aula de informática, meu coração disparou. Taquicardia? Não... Emoção!
O sol, pulando a janela do nosso quarto, me acordou às 5 horas da manhã.
Do alto de nossa casa vejo o Paraíba correndo para seu destino de beijar o mar.
Enquanto aguardamos o jantar, descubro seus olhos refletindo nos copos colocados à mesa;
Os sonhos que tenho quero vivê-los com meu amor. Compartilhar desejos faz crescer. ...
Que aparelho poderia medir a reação do corpo de um homem quando tocado pelas mãos da mulher que o ama? ...
Vou viver com você até aos 85 anos. Quero ver os filhos de nossos netos brincando de passear na lua. ...
É primavera no amor! Tudo em você aflora rainha de todas as flores: Rosa ...
Quero ser seu bichinho preferido, seu brinquedo, seu amante, seu marido. ...
Sou teu cúmplice como a raiz é da árvore me alimento de tua vida. ...
Quem ama e não demonstra faz como loucos que tentam beijar o vento. ...
Um clarão me acordou essa noite achei ser um raio, mas não! Era o amor em faíscas incendiando meu coração. ...
Longe de você como agora no quarto de um apartamento no Rio, a vida me revela: Você é minha luz. ...
As lentes do amor encolhem os defeitos, ampliam as virtudes. ...
Amor, quero te fazer uma confidência o que sinto não tem forma, fórmula / só essência. ...
Seus olhos guardam a luz da manhã, são os faróis do meu coração no caminho da cidade do amor. ...
Hoje quero encostar meu rosto no teu, cantar no ouvido, uma canção de amor. ...
Não é quimera. A mulher que amo todo dia é primavera se abre feito flor doce, linda, pura, viro logo beija-flor. ...
Rainha da alquimia, teu corpo tem a forma de voar das borboletas. ...
Você é minha canção. Enquanto caminho, fazendo ginástica, cantarolo você nos lábios e no coração. ...
Quando duas pessoas se amam o mundo em sua volta muda, o impossível acontece, nada resiste à força do amor. ...
Amar você é uma delícia... escrever no seu corpo com beijos e carícias um poema de amor, ...
Quero a eternidade desse amor. Vivê-lo cada instante nos centímetros do teu corpo. ...
Tenho fé, erguemos nosso amor sobre a pedra da vida. ...
Você pegou a chave, abriu a porta, agora o que importa é que sou seu inteiramente. ...
Amanhece e tudo em você acontece. A lua que durante a madrugada ...
Conversei com a natureza e peguei toda a beleza das coisas que há no mundo, ...
Meu caminho mora em você. Se a vida se faz deserto, você, no momento certo, ...
Seu poeta vive ainda e, com olhos de amor, te vê sempre linda, descobre em tudo formas de amar. ...

MAPA DE LOCALIZAÇÃO

Centro Cultural Anthony Garotinho — Rua Gil de Gois, 132 - Centro - Campos dos Goytacazes RJ - 28035.642 - (22) 2722.1728
coordenacao@ccag.org.br - Atendimento: de segunda à sexta das 8h às 17h .
Todos os direitos reservados - Centro Cultural Anthony Garotinho